Adorar a criatura ou o criador?

1 jun

A causa da crescente liberação do homossexualismo na sociedade é resultado de um crescente afastamento da verdadeira adoração. Os homens são chamados para serem adoradores. Se eles não se devotarem à adoração verdadeira ao Criador, eles cairão na adoração à criação.

A música e outras formas de arte são talentos dados aos homens para que eles expressem sua adoração a Deus. Usar nossos dons espirituais, ou talentos naturais, é a maior realização que podemos conhecer na terra. Muitos dos talentosos artistas da história eram homossexuais. Muitos deles caíram no homossexualismo porque não havia uma oportunidade na igreja através da qual eles pudessem adorar com as artes. Portanto, eles acabaram adorando a criação e não o Criador.

O homossexual que é liberto do seu pecado e que recebe a oportunidade para usar os dons que Deus lhe deu se torna um dos adoradores mais puros do Senhor e ajudará a liberar a verdadeira adoração na igreja.

Isso não significa que todo problema de homossexualismo é resultado da igreja estar fechada para certas formas de louvor através das artes. A maior parte da depravação é uma escolha do homem para adorar a criatura ao invés do Criador. Contudo, a igreja é chamada para ser a luz do mundo. Se o mundo está caindo em crescente escuridão, não devemos culpar o governo, nem mesmo a sociedade, mas, a igreja. As respostas para todos os problemas da sociedade são espirituais e não políticos. Quando buscamos combater problemas sociais e morais, precisamos ter a verdade que liberta as pessoas e não somente condená-las ou aliená-las.

Um ponto importante para a libertação de uma pessoa que esteja presa pela escravidão da homossexualidade é não rejeitá-la. Mas amá-la e aceita-la, não amar o seu pecado, mas amá-la. “… O perfeito amor lança fora o medo” 1 Jo 4:18, e é o medo que os aprisiona na escravidão.

Enfim, precisamos entender que a nossa luta em quanto cristãos não é contra o Homossexual e sim contra a prática do homossexualismo, por isso não podemos aceitar de maneira alguma a Regulamentação desta prática através da PL122.

 

Nossas igrejas estão abertas aos homossexuais, mas fechadas ao

homossexualismo.

Gente tem que ser amada, pecado tem que ser rejeitado sim!

 

Todo cristão deve ter uma postura em relação a isso, pois este é um assunto que ninguém gosta de falar, mas se o cristão que conhece a verdade não quer falar, quem vai falar?

Vamos nos posicionar, dizendo NÃO a PL122,

Hoje manifestação na esplanada dos Ministérios, Brasília-DF. Compareça!

Eu vou e espero por você também.

Eliane Moura

Anúncios

2 Respostas to “Adorar a criatura ou o criador?”

  1. Kátia Cilene 01/06/2011 às 10:08 #

    Muito bom Eliane,
    Nós temos que nos preocupar com a igreja, preocupa-nos hoje o estado da igreja. Não somos judeus, somos gentios, somos os crentes, os cristãos desta geração.
    “O Espírito do Senhor está sobre nós, porque o Senhor nos ungiu; enviou-nos a pregar boas novas aos abatidos, a restaurar os quebrantados de coração, a publicar liberdade aos cativos, e abertura de prisão aos presos; a proclamar o ano da boa vontade do Senhor”
    Temos que ir nesta MANIFESTAÇÃO mesmo, não podemos nos calar diante da afronta do inimigo.
    BEIJOS, que Deus nos abençoe.
    A paz de Cristo!!!

  2. Mozaniel Mendes 02/06/2011 às 12:22 #

    Mãe!

    Que presente tem sido partilhar de momentos com vc! Sei que nossas histórias, vc e família josac, são muito impostantes para vc, sei tb que o proposito maior de Deus é conosco, só precisamos estar onde Ele quer! Obrigado mais uma vez!

Diga o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: