Como formar uma equipe!

8 jul

Hoje quis colocar algo voltado pra artes, então lá vai um texto do pr.Davi Lago do livro Teatro tosto, Sobre como montar uma equipe com 5 critérios importantíssimos e necessariamente nessa ordem!
O ator deve interpretar de forma convincente os dramas, as alegrias, a vida de um personagem. É este o trabalho e o desafio do ator nos palcos, nas telas e onde mais houver público.
Os principais critérios que utilizamos para selecionar nossos atores são:
Em primeiro: vida consagrada. A equipe deve ser formada com pessoas que nasceram de novo genuinamente. Santidade é a qualificação bíblica essencial para todo o ministério. Nossos atores são jovens comprometidos com Jesus. Eles têm vida devocional sólida e um bom testemunho. Deus usa vasos pequenos, mas não usa vasos sujos.

Segundo: talento dramático. Isso engloba uma boa disposição física, boa memória, voz forte, dicção para falar alto e claro, capacidade de comunicação, capacidade de cumprir ordens e determinações, capacidade de improviso, desembaraço para falar em público, determinação, disciplina, equilíbrio emocional.

Terceiro: dedicação. A habilidade e o talento valem muito pouco para quem não está disponível, disposto e pronto a servir. Por isso, nossos atores não podem ser melindrosos, hipersensíveis. Deve haver disposição para trabalhar, botar a mão na massa. Pessoas escolhidas por Deus para uma missão não são pessoas desocupadas e ociosas. O trabalho de Deus exige energia e disposição. O Senhor chamou Moisés quando ele estava pastoreando as ovelhas no Sinai. Chamou a Gideão, quando estava malhando trigo no lagar. Chamou a Amós quando estava
nos prados de Tecoa cuidando do gado. Tirou Davi detrás das ovelhas para colocá-lo no palácio. Jesus chamou os discípulos quando estavam pescando e consertando as suas redes. Temos que trabalhar com dedicação tanto nas coisas pequenas como nas grandes. “Maldito aquele que faz a obra do Senhor relaxadamente!” (Jr 48.10). “Nunca lhes falte o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor” (Rm 12.11).

Quarto: disponibilidade. Não aceitamos na equipe aqueles que nunca têmtempo para ensaiar.

Quinto: submissão. É preciso reconhecimento, respeito, submissão às pessoas que Deus coloca sobre nós para nos ajudar no ministério. “Tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham. Tenham-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles” (1Ts 5.12-13). Humildade não é questão de aparência. É uma virtude para Deus ver e não para o homem ver. Agostinho disse: “O orgulho tem contribuído para que anjos sejam transformados em demônios; e a humildade tem feito de homens, anjos”. Quem quer trabalhar na igreja deve saber ouvir críticas construtivas. Já disse Spurgeon: “Melhores são os tapas da verdade do que os beijos da traição”. As críticas sinceras ajudam os atores a melhorar seu desempenho. Acate todas as sugestões positivas que receber. Aprenda com seus erros e aprimore seu desempenho.
Qual o número de componentes ideal? Em nossa igreja damos oportunidade para todos participarem. Evidentemente os mais talentosos atuam nos papéis principais.
Esse livro completo se encontra a disposição para download no site do Pr.Davi Lago, como não me contive domingo já vem surpresas junto com um texto meu.
Fiquem na paz!
Anúncios

Diga o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: