1 + 1 = 1 (Dia do Sexo) [Parte 1/4]

6 set

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Bom, pra quem ainda não me conhece, gostaria de me apresentar: Sou Eliane Moura, convertida há 17 anos a Jesus Cristo, formada em Teologia, casada a 15 anos com o Ivan e mãe da Rebeca de 6 anos. Tudo o que vou relatar aqui é fruto de experiências da minha vida conjugal,  pesquisas literárias de pessoas e profissionais cristãos que desenvolvem um trabalho nessa área, e estudo das Escrituras. A experiência de cada um é muito pessoal e individual, cada um tem a sua, as pesquisas literárias depende do estilo do autor, visão abordada e a empatia que cada um tem com seu público alvo, mas aquilo que é inerente as  “Escrituras” a Palavra de Deus, deve ser analisado com muito zelo, afinal nenhum outro a não ser Deus criou todas as coisas e isso fala do homem da mulher e do sexo.  Hoje, dia  06 de Setembro é o DIA DO SEXO e é sobre isso que eu vou falar.

Como surgiu do dia do sexo?

Em 2008, quando uma fabricante de preservativos “Olla” e da agência “Age” promoveu uma ação de marketing com o intuito de chamar atenção para o dia, com direito a festa e promoções.  Desde então essa data nunca mais foi a mesma.

Por que a data 6 do 9?

Número sugestivo a “69”  O termo deriva do fato de os números 6 e 9 serem iguais quando rodados 180 graus, também tendo como referência que a forma gráfica do 6 ser o inverso do 9, Então “69” se refere a uma posição de sexo oral onde o homem e a mulher promovem a estimulação oral mutuamente, posicionando-se paralelamente, mas em sentidos opostos (com a cabeça em direção ao pé do outro).

Alguns esclarecimentos importantíssimos e essenciais.

Sexo e Sexualidade, qual a diferença?

Sexo – A palavra sexo vem do latim (sexus) do verso secare, que significa cortar, secionar, separar, distinguir. O sexo é a confirmação particular que distingue o macho da fêmea. Essa diferenciação dá-se em quatro sentidos:

  • Morfológico: Forma do organismo ou parte dele.
  • Fisiologia: Funcionamento do organismo
  • Biológico: Vida do organismo
  • Psicológico: comportamento do organismo.

Sexualidade – É a dimensão da nossa personalidade ativada pelo sexo. Enquanto sexo é a parte fisiológica, a sexualidade é a parte psíquica (pensamento e emoções).

É fundamental conhecer a anatomia dos órgãos genitais para uma compreensão melhor do sexo e da sexualidade e como funcionam.

Conhecendo e sendo conhecido (a)

Órgão masculino

Pênis – é o órgão sexual masculino e relaciona-se com quatro importantes funções:

  • Penetração,
  • Alta sensibilidade erógena (que causa excitação sexual),
  • Introdução do esperma na vagina e;
  • Micção (urina)

Prepúcio – é a pele que recobre a glande (conhecida como cabeça do pênis)

Escroto – (saco) é uma bolsa de pele e músculos lisos dividida internamente em dois compartimentos.Cada um deles contem um testículo, sendo o testículo esquerdo um pouco mais baixo que o direito (nos canhotos pode ser ao contrário). Escroto quer dizer bolsa ou saco, portanto as expressões bolsa escrotal e saco escrotal são incorretas por redundância.

Testículos – São as gônadas (Glândulas sexuais masculinas). A partir da puberdade eles produzem os espermatozóides e o hormônio masculino, a testosterona, responsável pelos caracteres sexuais secundários masculinos e pelo desejo sexual. No interior dos testículos encontram-se os túbulos seminíferos, nos quais são produzidos os espermatozóides. Pancadas nos testículos, além de muito dolorosas, podem ter graves conseqüências. Por isso, eles devem ser protegidos na prática esportiva ou em outras atividades físicas para que não ocorra trauma.

Espermatozóides – São os gametas (células reprodutoras) masculinas, produzidos nos túbulos seminíferos dos testículos, armazenados temporariamente no epidídimo e conduzidos à próstata através do dutos deferentes.

Períneo – do homem é a região compreendida entre o escroto e o ânus. Por ser rica em terminações nervosas é zona erógena, tanto no homem quanto na mulher.

Órgão feminino

Vulva – É o conjunto dos genitais externos.

Monte de Vênus – Denominação usada para a proeminência da região púbica, é a região onde se desenvolve maior pelosidade.

Clitóris – Abrindo-se os lábios da vulva, na região superior vamos encontrar o clitóris, um pequeno órgão protuberante, macio e muito sensível. É o órgão responsável por grande parte do prazer sexual da mulher. Sendo uma região sensível é o ponto mais responsivo à estimulação direta.

Pequenos Lábios – São como duas pequenas abas finas sem pelosidade. Durante o processo de excitação eles ficam intumescidos, aumentando sensivelmente durante a penetração.

Glândula de Bartholin – situada nos pequenos lábios, uma de cada lado. Durante o processo de excitação esta glândula secreta um fluido que facilita a lubrificação e a penetração.

Grandes lábios – São como duas abas maiores sobrepostas aos pequenos lábios. Começam no monte de Vênus e terminam no períneo. São  aparte mais externa da vulva e são cobertos de pelosidade.

Períneo – É o espaço entre o orifício anal e a vulva.

Uretra – Orifício e canal por aonde se conduz a urina da bexiga para fora. É o pequeno orifício encontrado entre o orifício vaginal e o clitóris.

Hímen – É uma pequena dobra de pele que fecha parcialmente a entrada da vagina. Existem muitos tipos de hímen e o mais comum é o chamado anelar por ser semelhante a um anel. Pelo orifício do hímen são eliminadas as secreções internas e após a puberdade a menstruação. Em circunstâncias normais o hímen se rompe durante a primeira relação sexual, mas isto pode ocorrer acidentalmente sem que a mulher tenha tido alguma experiência sexual. Existem tipos de hímen que são denominados “Complacentes” e não se rompem facilmente durante uma ação sexual, pois são constituídos de fibras mais elásticas que permitem um intercurso sexual sem lesão. Nenhum hímen precisa de processo cirúrgico para seu rompimento, exceto em casos de não haver perfuração (casos raríssimos) e seu não sangramento durante um primeiro contato não é indício de que a mulher já teve contato anterior (conforme se pensava antigamente). A penetração fácil em um primeiro contato também não é indicativo de que já houve contato anterior.

Continua semana que vem…

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Anúncios

5 Respostas to “1 + 1 = 1 (Dia do Sexo) [Parte 1/4]”

  1. solangecastrolizi 06/09/2011 às 21:19 #

    boa noite !!! gostei, achei importante, todos os topicos mencionados, interesante, foi de muito valia , para mim , eu nao sabia , q tinha esse dia do sexo ,como outros ,que Deus te abençoe vc e sua familia ,grandemente um forte abraço ,

  2. solangecastrolizi 06/09/2011 às 21:24 #

    ola eliane , q Deus te abençoe no seu ministerio ,q vc realize, todos seus sonhos, bjoss ,

Trackbacks/Pingbacks

  1. 1 + 1 = 1 (Namoro) [Parte 2/4] « Geração Josac - 14/09/2011

    […] 14 set Parte ’1′ […]

  2. 1 + 1 = 1 (Sexo no casamento) [Parte 4/4] « Geração Josac - 28/09/2011

    […] set Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte […]

  3. 1 + 1 = 1 (Sexo=Casamento) [Parte 3/4] « Geração Josac - 28/09/2011

    […] set Parte 1 | Parte […]

Diga o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: