1 + 1 = 1 (Namoro) [Parte 2/4]

14 set

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Agora que falamos do corpo e das partes genitais que atuam diretamente na relação sexual, vamos falar do envolvimento que há o processo de intimidade que acontece até chegar ao ato sexual de fato (claro, levando-se em consideração que estamos falando de jovens com princípios cristãos, ok?).

Namoro NÃO Cristão:

Estudo feito sobre os namoros atuais dos jovens

Atualmente o limite da “casa dos pais”, foi invadido pelo namoro “feito em casa”. Ao invés de voltar para casa á noite ou no fim-de-semana, os parceiros (as) acabam dormindo na casa dos namorados (as), dividindo o quarto, a cama e o corpo. Os motivos mais usados para justificar tal comportamento são a segurança diante da violência da noite urbana, como também o fato da família encarar o sexo entre os jovens com mais naturalidade.

Se por um lado os pais e mães de todas as classes sociais estão bem mais permissivos e abertos que antigamente, a atitude hipócrita da sociedade brasileira, da preocupação com o que os outros irão pensar ainda permanece firme. Muitos pais continuam não concordando que os seus filhos transem dentro de suas casas, mas longe do lar a atitude é diferente. Eles tem que aproveitar a vida! Talvez a principal causa dessa repulsa, que não permite que os filhos durmam com seus parceiros na casa dos pais, é a constante troca de parceiros, cada dia “ficando” com um. Como a virgindade se tornou motivo de gozação entre os colegas, os jovens acabam por colecionar relações superficiais, leves e passageiras, banalizando assim o ato sexual.

Namoro CRISTÃO:

O namoro Cristão, independente da idade e experiências que o casal tem, deve ter como objetivo a convivência afetiva que vai amadurecer e preparar o casal para o compromisso mais profundo, ou seja, o casamento. Ao contrário disso, estando longe dos princípios de Deus, pode resultar em experiência nociva e traumática.

Não namore por lazer ou entretenimento

O namoro não deve ser considerado um entretenimento. O cristão consciente precisa encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. É importante que você jovem que nem está pensando em se casar ainda, leia e trace para sua vida um planejamento nessa área. O cristão jamais deve considerar o namoro como entretenimento, mas como uma responsabilidade espiritual, emocional e investimento para o futuro.

Imponha Limites.

O namoro moderno, segundo o ponto de vista secular, está deformado e nele a intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior, são normais “relacionamentos rápidos e sem compromissos”, sujeitos a algo que tomou o nome de liberdade, mas na realidade a palavra que define é libertinagem, depravação, com conseqüências irreparáveis. Os namorados cristãos devem impor limites no relacionamento, se não o contato sexual será quase inevitável, então há duas saídas: casar logo antes que pequem ou terminarem o namoro.

Jesus o Vela

Secularmente o sexo é considerado uma prova de amor. Nos ensinamentos que recebemos através da bíblia, entendemos que a grande prova de amor é se guardar um para o outro – e deixar para desfrutar essa dádiva tão preciosa que é o sexo no casamento.

“Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne” Gn 2:24

Você deve estar pensando, o tema é sexo e não casamento, mas caso você não saiba, o casamento se dá na união carnal de um homem e uma mulher, o casamento não é o evento, a cerimônia, a festa e sim quando um homem e uma mulher mantém  um relacionamento sexual, é aí que o casamento é estabelecido. Por isso é impossível falar de sexo sem falar de CASAMENTO.

Sexo fora do casamento

A libertinagem sexual talvez seja a maior tragédia do século vinte e um. No Brasil 90% dos homens solteiros e 65% das mulheres solteiras praticam relações sexuais antes dos 21 anos. E as estatísticas na igreja, infelizmente não são muito diferentes.

Relatos que extraí da internet sobre hoje o “Dia do Sexo”, perceba através dos comentários que não há nenhuma ligação entre sexo e casamento para os que não tem entendimento das escrituras. Apenas e somente a busca do prazer (Hedonismo)

“Um dia literalmente gostoso e que vale a pena ser celebrado. O dia do sexo é um dia onde todos devem deixar o desejo falar mais alto e aproveitar em grande estilo”

“Já que o dia do sexo foi criado, devemos aproveitá-lo em grande estilo. A data é só uma maneira e uma desculpa para que o sexo se transforme em algo novo e inédito em um relacionamento. Claro que essa data não é voltada apenas para quem tem um parceiro ou parceira, para os solteiros e solteiras, esse dia se torna gostoso do mesmo jeito, basta saber aproveitar”.

Continua na semana que vem…

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Anúncios

3 Respostas to “1 + 1 = 1 (Namoro) [Parte 2/4]”

Trackbacks/Pingbacks

  1. 1 + 1 = 1 (Dia do Sexo) [Parte 1/4] « Geração Josac - 21/09/2011

    […] 1 + 1 = 1 (Namoro) [Parte 2/4] « Geração Josac – 14/09/2011 […] 14 set Parte ’1′ […] […]

  2. 1 + 1 = 1 (Sexo no casamento) [Parte 4/4] « Geração Josac - 28/09/2011

    […] set Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte […]

  3. 1 + 1 = 1 (Sexo=Casamento) [Parte 3/4] « Geração Josac - 28/09/2011

    […] 21 set Parte 1 | Parte 2 […]

Diga o que você achou!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: